29 fevereiro 2008

Está a apetecer-me, arejar o fato de banho!

Picasso


Tenham um bom fim-de-semana!

Ainda e sempre ... em Português!

Frases retiradas de uma reunião em português, com empresa portuguesa, para alteração de imagem de um produto português!
“….. Linhas e ângulos rectos, whatever! Desculpem mas esta new brand parece um déjà vu. Está completamente out ! Vamos fazer um follow up da questão e rapidamente voltamos com um feedback. Se vamos ter um bom resultado? Of course! …”
(estou curiosa para ver a proposta escrita)
Assim, de repente, apeteceu-me dizer em voz alta para visitarem um determinado Astro e passarem os olhos por um certo post!

28 fevereiro 2008

A Tribute to Captain Hook and the Crocodile from Peter Pan

Com dedicatória!
Parabéns Capitão!
Que o seu barco navegue por muitos anos, sempre com tão genial, solidário e honesto Comandante a bordo!

26 fevereiro 2008

25 fevereiro 2008

Ler

Quando acabo um livro de que gosto muito, fico sempre com uma sensação de orfandade. Por vezes aparece mesmo uma certa angústia. Ando ali durante uns dias a conviver tu cá, tu lá, com uma série de personagens e lugares e de repente isso acaba. Ao aproximar-me do fim começo a ler devagar, a tentar evitar o inevitável. Quando acaba, folheio para trás, revejo algumas passagens, fecho e fico a olhar para a capa. Depois arranjo-lhe um lugar especial na estante e deixo-o lá até sentir saudades. Para não me deixar ir com a emoção, escolho rapidamente outro livro e começo logo ali a envolver-me com outras gentes e outros lugares e tudo recomeça, umas vezes de forma mais leve, outras de novo surpreendente…

22 fevereiro 2008

21 fevereiro 2008

Pessoas de plástico

A juventude eterna não existe e a beleza eterna também não. A nossa Sociedade, sobretudo aquele sector que depende muito da imagem, vive obcecada pela procura de ambas. Cada vez mais, há quem se submeta a operações estéticas para melhorar ou manter o seu aspecto físico. E muitas vezes a coisa não corre bem e o resultado torna-se desastroso. Isto a propósito de uma imagem com que me deparei ontem na TVI, nuns momentos de zapping antes de desligar a TV. No ecrã, em noite de Gala, uma Manuela Moura Guedes, quase irreconhecível. Uns olhinhos sumidos e quase engolidos por umas bochechas descomunais e uns lábios enormemente carnudos, faziam pensar numa personagem de BD, saída da pena de um qualquer criativo. Confesso que achei assustador. No entanto a Manela parecia feliz e contente! Estaria? Se assim for, é porque valeu a pena!

20 fevereiro 2008

Desabafo

Estou a pensar tornar-me desleixada, irresponsável, egoísta, cínica, egocêntrica e comodista!

19 fevereiro 2008

18 fevereiro 2008

Vintage!

E assim, sem mais, descubro que os meus bancos de cozinha, tiveram origem nos anos 30.

Anos 30.

Auditório da Biblioteca Municipal de Viipuri, na Finlandia. Uma criação do Arquitecto finlandês Alvar Aalto.

15 fevereiro 2008

Está a apetecer-me ir dançar!

(Fernando Botero)

Tenham um bom fim-de-semana!

Ao acaso

- Dos EUA vem a notícia de mais uma carnificina numa Universidade americana. Sempre o mesmo padrão: atirar indiscriminadamente, matar por matar e suicidar-se a seguir. Impressiona-me a regularidade destas situações, a facilidade com que acontecem e a aparente impotência para impedir que aconteçam.
- Por cá e mais uma vez, o ataque de um cão potencialmente perigoso coloca em perigo de vida uma menina de 20 meses. O animal é da família, que tem mais dois da mesma raça e todos se mostram muito surpreendidos com o ataque que nada fazia prever. O cão foi para o veterinário, para se ponderar (!!!) a hipótese de abate. Por mim era abate imediato e podem vir todos os defensores da Liga dos Animais, que não me convencem.
- Uma boa notícia, a Fundação Gulbenkian veste-se à “Grega” e inaugura hoje uma exposição com espólio do Louvre, que nos mostra uma parte da história das artes decorativas francesas. Vamos lá ver coisas bonitas e esquecer por um bocado o mundo real.

13 fevereiro 2008

Picadinho


Hoje de manhã levei um susto violento, quando um idiota não respeitou o sinal vermelho e atravessou-se à minha frente no exacto momento em que arranquei. Valeram-me o meu pezinho direito e os meus travões (a esta hora já não devo ter pastilhas, tal a violência da travagem).
Tivesse eu artes de magia e garanto-vos que tinha feito um picadinho do energúmeno e atirado o dito aos porcos!

(na imagem, o brinquedo preferido do meu filho quando era criança e que grandes gargalhadas provocava, no momento em que um punhal entrava na fresta certa e o pirata voava pelos ares…)

12 fevereiro 2008

A força da terra


“…. Ela herdara também essa fome de terra, que tivera o pai e que tivera o avô, e que, nas raízes da sua família de ciganos vagueando de terra em terra, era como uma marca de berço. Essa fome não se explicava facilmente: não era apenas uma vontade de terra que matasse a fome, de riquezas, de prosperidade, de olhar todos os dias o que fosse seu. Era um desejo mais profundo que atinge aqueles que, tendo nascido ou vivido no campo, parece que só assim é que não se sentem deserdados, desamparados, sem poiso nem beira. Ela vira como o seu Tio Aurélio, irmão da mãe, que no levante da vida se tornara proprietário de uma pequena courela de meia dúzia de hectares, lá para os lados de Avis, já velho e doente, mas com dinheiro suficiente para viver tranquilamente os últimos anos de vida, recusara mudar-se para a casa da vila, onde viviam os filhos, preferindo ficar só no monte, agarrado àquele torrão que ninguém conseguiria convencê-lo a vender… “
in Rio das Flores de MST

Quando li este excerto, pareceu-me que o autor estava a falar do meu tio J. Não tivesse eu a certeza de que não se conhecem um ao outro e acreditaria que aquela passagem seria fruto de uma conversa de desabafos à volta de uma lareira ou de um passeio entre oliveiras e sobreiros. Terra, quanta força numa simples palavra!

08 fevereiro 2008

Mergulhos

Mergulhei ontem à noite no Rio das Flores. A previsão para os próximos dois dias, é de continuar a nadar até chegar à foz do rio. Estou com um palpite de que não me vou cansar nem um bocadinho. Há coisas assim, de que gostamos logo desde a primeira linha …

Bom fim-de-semana!

Mensagens

Não me importava nada se, em vez dos 300 e-mails diários spam que recebo, chegassem 300 destes choco-telegramas.

07 fevereiro 2008

...

Constato …

… que, se hoje tivesse uma fisga, tinha feito mira a um Pai Natal, que ainda está abandonadamente pendurado numa varanda, à beira da qual passo todos os dias.

… que ainda temos muito que aprender com a Itália, no que toca ao futebol.

… que estou na dúvida: quando Alípio Ribeiro disse que houve precipitação em tornar os MCcann arguidos, estava a ser honesto e corajoso ou simplesmente distraído e talvez pouco sensato?

... que estou indecisa entre a Hillary e o Obama, mas no problem, não tenho que votar.

… que gosto de reticências.

06 fevereiro 2008

Metáfora, em dia de comemoração.


"Se os pequenos comerem os grandes, bastará um grande para muitos pequenos; mas como os grandes comem os pequenos, não bastam cem pequenos, nem mil, para um só grande."

Padre António Vieira (Sermão de Santo António aos Peixes)

05 fevereiro 2008

Asterix aux Jeux Olympiques!




Nada como umas gargalhadas bem sonoras para oxigenar o cérebro! Ontem foi uma noite muito rentável!
Adoro a BD do Asterix e não consigo resistir à sua passagem para o grande ecrã.

" ...... attention ... formation tortue du point de vue animalier ...." Imperdível!

01 fevereiro 2008

Carnaval? A cada um o seu …

Este Carnaval tem uma coisa boa. Vai dar-me quatro dias inteirinhos, para gastar como eu quiser! Agrada-me e muito, a perspectiva de passar uns momentos entregue à leitura, ao cinema, a mais uma visita ao Parque de Monserrate, a um chá em boa companhia, talvez à confecção de um bolo de limão, à jardinagem dos meus cactos …… enfim, a pequenas coisas que, sendo Inverno, enchem de calor os meus dias. Este fim-de-semana vou deixar no armário o aspirador, o ferro de engomar e o espanador! Tenho dito!

Fetal no Parque de Monserrate!

Tenham um bom fim-de-semana, prolongado ou não!