30 janeiro 2008

Ao acaso ….

- Há tigres à solta no Ribatejo. Se daqui a uns meses nascerem uns vitelos com umas pintas amarelas, já sabem o que aconteceu …..
- Não gosto nada do Carnaval, mas tenho que admitir, que às vezes dá muito jeito! A minha Instituição de Utilidade Pública Desportiva, vai colar-se a este despacho, em boa hora digo eu …
- Puxa! Ainda não foi empossada e já vem com um processo às costas. Depois admirem-se se não confiamos nos políticos …
- O exemplo que vem de cima. Queiramos ou não, cuidar do planeta é prioritário. Sem este cantinho azul, adeus vidinha ….

28 janeiro 2008

Inesquecível Piaf!

Ontem vi em DVD o “La Vie en Rose” . Uma excelente interpretação de Marion Cotillard (genialmente transformada numa inesquecível Edith Piaf), que nos leva a percorrer, de uma forma dura e realista, a trágica vida da cantora.

Non ! Rien de rien
Non ! Je ne regrette rien
Ni le bien qu'on m'a fait
Ni le mal tout ça m'est bien égal !
Non ! Rien de rien
Non ! Je ne regrette rien
C'est payé, balayé, oublié
Je me fous du passé !
Avec mes souvenirs
J'ai allumé le feu
Mes chagrins, mes plaisirs
Je n'ai plus besoin d'eux !
Balayées les amours
Et tous leurs trémolos
Balayés pour toujours
Je repars à zéro
Non ! Rien de rien
Non ! Je ne regrette rien
Ni le bien, qu'on m'a fait
Ni le mal, tout ça m'est bien égal !
Non ! Rien de rien
Non ! Je ne regrette rien
Car ma vie, car mes joies
Aujourd'hui, ça commence avec toi !

Non, je ne regrette rien, para ouvir aqui !

25 janeiro 2008

O que tem de ser e o que podemos acrescentar!


Este fim-de-semana vou aproveitar e fazer um programa pluridisciplinar: aspirador, estendal, ferro de engomar, super-mercado e um “dois em um”: a colecção Hermitage e a colecção permanente do Palácio Nacional da Ajuda:

Trono Real
Proveniência: Portugal
Época : Século XVIII-XIX
Tenham um bom fim-de-semana!

24 janeiro 2008

Não acredito em bruxas, mas …

É impressionante como as pessoas se deixam levar por esta máxima. Tira-me do sério, irrita-me profundamente receber e-mails, com grandes produções de power point, belas imagens, textos profundos e no final a mensagem do costume: se queres ser feliz envia a 5, a 10 ou a 20 amigos, se for a 5 recebes uma boa notícia, se for a 10, três boas notícias e se for a 20, ganhas o euro-milhões!!! Se não o fizeres nas próximas horas vai acontecer-te algo terrível e bla bla bla, bla, bla … Na maior parte das vezes elimino de imediato, outras, a curiosidade é mais forte, passo a correr em page down só para ver a mensagem final e bingo, lá está ela, eloquente, promissora e sobretudo aterradora (no caso de incumprimento)!!!
Estas mensagens caem na caixa de correio do serviço e têm as mais diversas proveniências: contactos profissionais, pessoas conhecidas, colegas de trabalho e mesmo de algumas pessoas mais chegadas. E não se pense que são só pessoas “mais simples de espírito” que as enviam! Não! Chegam de todo o lado: dos simples, dos complicados, dos instruídos, dos mais básicos, doutores e só senhores … não há um denominador comum, no fundo todos têm o mesmo receio: pelo sim, pelo não é melhor enviar. Não sei se já alguém se lembrou disso, mas talvez fosse um bom “case study” !
Só esta semana já recebi 4 dessas mensagens. Para que conste: elimino tudo de imediato, não envio nada a ninguém, nunca me aconteceu nada de terrível e … é claro, também nunca ganhei o euro-milhões!

23 janeiro 2008

Rituais


Estava aqui a pensar no tema para o post do dia, quando me lembrei da minha tertúlia matinal, no habitual pequeno-almoço, que tomo com uns amigos no café do bairro. De segunda a sexta-feira é um ritual que se repete, quase sempre à mesma mesa (as outras pessoas também são quase sempre as mesmas e é engraçado, como há uma espécie de território demarcado, ninguém se atreve a ocupar as mesas uns dos outros – quando aparece um outsider, que se antecipa e ocupa a mesa que não deve, é objecto de grandes interrogações e olhares de lado, por parte dos habituais).

Somos quatro, 3 mulheres e 1 homem. São, regra geral, vinte minutos de conversa animada entre o café e a torrada, que pode ir das coisas mais sérias aos maiores disparates. Temos todos, ocupações profissionais bem diferentes, uns dos outros. Talvez por isso, tenhamos sempre histórias também diferentes para contar. São momentos descontraídos, que incluem frequentemente grandes gargalhas. Começamos o dia em alta e se às vezes este se alonga depois, com complicações e problemas e acaba tenso e stressado, é certo que no dia seguinte lá estamos de novo a recarregar baterias. E tudo recomeça ….

21 janeiro 2008

Sol de Inverno e chocolate do Equador!


Um dia lindo de sol e um chocolate coppeneur do Equador!
E há melhor?

Obrigado Su :)

“Expiação”, o livro!

“Passadas seis décadas, descreveria como, aos treze anos, tinha feito o seu próprio percurso através de toda a história da literatura, começando pelas narrativas derivadas dos contos populares de tradição europeia, passando pelo teatro de simples intenções morais, até chegar a um realismo psicológico imparcial que descobrira sozinha numa manhã especial, durante uma onda de calor, em 1935.” In Expiação de Ian McEwan.

Gostei tanto do filme, que fui de imediato à procura do livro para ler. Felizmente constava da estante da M.
Tendo três livros de Ian McEwan, de que gosto muito, nem percebo como deixei escapar este excelente Expiação. Ontem li dois terços, logo à noite vou acabá-lo.
O filme é sedutor e pelo que já li é muito fiel ao livro. Tem uma fotografia fabulosa, um guarda-roupa perfeito, uma banda sonora cuidada e uma excelente interpretação. Como não conhecia a história, acabou por me surpreender. Não me alongo na mesma, para não defraudar as expectativas de quem ainda não viu e queira ver. Recomendo, simplesmente!

18 janeiro 2008

Bom fim-de-semana!

Nocturno
Sobressaltos
De cetim
Quando à noite
À luz da vela
Me debruço
À janela
E a lua se despe para mim

Saudade
Quero um lugar onde
O céu fosse aqui
Para que a saudade lave
Os dias que passei
Sem ti

Solidão
Se a solidão se sentar ao meu lado,
O mais triste é não ter nada para lhe dizer

Este fim-de-semana deixo-vos com a pintura de Fernando Botero, de quem gosto muito e a poesia de Arthur Falcão (pseudónimo do meu amigo António).
Eu por mim, vou enfiar-me no cinema e chorar baba e ranho com “Expiação” :)

17 janeiro 2008

Toca a mexer!!!


I was trying to find my way home
But all I heard was a drone
Bouncing off a satellite
Crushing the last lone American night
This is Radio Nowhere
Is there anybody alive out there?
This is Radio Nowhere
Is there anybody alive out there?
Is there anybody alive out there?
I was sitting around a dead dial
Just another lost number in a file
Dancing down a dark hole
Just a searching for a world with some soul
This is Radio Nowhere
Is there anybody alive out there?
This is Radio Nowhere
Is there anybody alive out there?
I just wanna hear some rhythm
……..
I want a thousand guitars
I want pounding drums
I want a million different voices speaking in tongues
This is Radio Nowhere
Is there anybody alive out there?
This is Radio Nowhere
Is there anybody alive out there?
Is there anybody alive out there?
I was driving through the misty rain
Just a searching for a mystery train
Bopping through the wild blue
Tryin’ to make a connection with you
This is Radio Nowhere
Is there anybody alive out there?
This is Radio Nowhere
Is there anybody alive out there?
Is there anybody alive out there?
I just wanna feel your rhythm . . .

Uns verdadeiros cowboys do ar!



Por lá já está tudo destruído mesmo. Mais uns vidros partidos ou umas paredes destruídas não devem fazer diferença nenhuma …..

16 janeiro 2008

Coisas más

O cancro. Esse doença diabólica, que muitos conseguem vencer, mas que parece cada vez mais presente, nas nossas vidas. A sensação de impotência que nos ataca, quando recebemos mais uma notícia. As palavras de conforto, que às vezes temos dificuldade em dizer. Como é que alguém, que acabou de saber que tem um tumor maligno, aceita o nosso incentivo à luta? Como é que consegue ter esperança? E no entanto, o espírito com que se enfrenta a doença, desde logo, é muitas vezes a melhor arma de arremesso. Nunca baixar os braços e acreditar na cura. Esse é o sentimento a interiorizar. Esse é o sentimento que deve dominar os outros. Como fazer acreditar nesta mensagem? Às vezes e tão difícil….

Coisas boas


Estes biscoitos artesanais (alentejanos), são qualquer coisa de muito agradável. Uma óptima ajuda nos momentos difíceis e um complemento delicioso nos momentos bons :)

15 janeiro 2008

E já que estamos a falar francês ...

Les Portugais à l’attaque des Mairies !

Cerca de mil Portugueses e luso-descendentes, vão candidatar-se às eleições municipais francesas, que se realizam no próximo mês de Março. Cá por mim até gosto muito do Asterix, não vejo problema nenhum no convívio. Até consigo imaginar um belo banquete na aldeia gaulesa, com uma mistura de javalis e porcos alentejanos, uns barris de cidra e outros de tinto do Douro, tudo ao som de um bardo com o seu bandolim e de um fadista e a sua guitarra ….

Um delírio!


Achei esta foto de Pavel Kaplun, um autêntico delírio. Anda por aí em vários blogs ….

14 janeiro 2008

Presidentes e Modelos

Se a moda pega ....... qualquer dia temos um Cavaquito a cair por uma Soraia, ou uma Angela Merkel por um qualquer Clive Owen .... who knows?

Desabafo de segunda-feira....

Devia ser proibido chover ao Domingo e fazer sol na segunda-feira!

Atonement!


Em português “Expiação”.

Baseado no romance de Ian McEwan.
Estreia esta semana. Sábado vai ser dia de cinema :)

11 janeiro 2008

De volta, com novas cores!

O Azul reabriu, mas esteve em obras e mudou de cor. Ametista, para fugir à rotina e à monotonia :)
Segundo umas histórias que li por aí, na mitologia, a Ametista resultou de uma discussão complicada entre os deuses Baco e Diana. Parece que, para proteger uma serva, Diana tê-la-á transformado num belo cristal transparente. Acabada a discussão, Baco, cheio de remorsos, terá derramado um cálice de um vinho delicado sobre o cristal e este adquiriu uma linda cor violeta. Em boa hora, digo eu!
Um dia gostava de ter uma ametista :)

(Edward Hopper)


Tenham um bom fim-de-semana!